Posts

Planejamento estratégico

Com a ampla concorrência e grande volume de atividades é necessário se planejar todas as ações na sua empresa, com o marketing nas mídias sociais não é diferente.

Para isso é preciso seguir alguns passos.

Primeiramente é necessário que você conheça muito bem o seu público, a sua persona, a quem as ações serão direcionadas.

Depois de conhecer detalhadamente o seu público, que você já sabe o que ele precisa é hora de fazer o seu planejamento estratégico para cativar esta persona e atrair novas pessoas, que tenham um perfil parecido, para conhecerem a sua marca.

O planejamento pode ser anual, semestral, mensal, tudo depende dos seus objetivos. O ideal é que você estabeleça metas de curto, médio e longo prazo.

Abaixo você vai conferir algumas dicas importantes para fazer o seu planejamento.

Passos para o seu planejamento

Nas mídias sociais não basta só postar, é preciso que este post obtenha resultados, que na maioria das vezes deve ser levar conteúdo para o seu público, orientar o mercado, tirar dúvidas, etc.

  1. Conheça sua persona

Portanto, o primeiro passo, como já mencionado antes, é preciso conhecer o seu público, para quem você está criando conteúdo.  Pense que as suas redes sociais são uma vitrine, logo será a primeira impressão do seu cliente, desta forma, organize a casa para que seja atrativo e interessante para ele ficar e se sentir bem recebido.

Assim você também poderá escolher em qual rede social a sua marca será inserida, que deve ser aquelas em que o seu cliente mais interage.

Além também de definir os formatos do conteúdo: e-mail, foto, vídeo, blog, etc.

Como também definir os temas e frequência, que devem detalhados nas atividades lá na parte de metas e objetivos, que será descrito mais à frente neste post.

  1. Pense como um cliente

O primeiro passo é ver o seu negócio de outro ponto de vista, de fora, pensando como o seu cliente. Faça uma análise do que ele vê, qual a impressão que ele tem do seu negócio.

É importante também fazer uma pesquisa junto aos clientes, assim você pode ver de forma mais clara e analisar como o seu cliente vê a sua marca, qual a percepção dele.

Procure entender o seu cliente, afinal, o foco do planejamento é para que o seu público conheça e utilize os seus produtos e serviços.

Este passo é um dos mais importantes, serve como ponto de partida.

  1. Avalie seu concorrente

Os seus concorrentes também podem e devem ser uma fonte de informação para você fazer seu planejamento.

Você pode procurar saber quais estratégias eles estão utilizando e adequar para poder usar na sua empresa também.

Mas tome cuidado, inspiração é algo viável, mas copiar é plágio e pode causar uma má imagem da sua marca.

  1. Defina metas

É de extrema importância estabelecer metas, para saber onde você quer chegar e ir acompanhando cada passo para chegar lá.

Faça metas que você queira alcançar a curto, a médio e a longo prazo, assim fica mais fácil se alcançar a meta. A partir das metas você irá definir as atividades que serão necessárias para realiza-las, e assim, este planejamento deve ser passado a todos os setores da empresa, com as atividades que devem ser desenvolvidas por cada um.

  1. Aplicando o planejamento

Depois de concluir o seu planejamento com as metas e passos para alcançá-las é chegada a hora de colocar tudo em prática.

E mais importante do que colocar em prática é sempre monitorar cada atividade para ter certeza que será possível atingir os objetivos e metas traçadas no prazo estipulado.

Esse monitoramento pode ser feito de diversas formas. Existem vários softwares que auxiliam nesta etapa, mas você não precisa fazer grandes investimentos para realizar o seu planejamento, pode fazer no papel mesmo, quadro branco, ou ainda em programas gratuitos, como o Trello, você consegue organizar, tudo online, e ainda pode incluir a sua equipe, atribuir funções, confira aqui.

Desta forma, você consegue ter um controle do plano.

 

Então? Pronto para fazer o seu planejamento para o próximo ano?
oi@effortdigital.com.br | (48) 9 9848-1252

Estratégias para as redes sociais

Atualmente as redes sociais fazem parte da nossa rotina.

Não entramos mais na internet, estamos o tempo todo conectado, tudo está ao alcance de nossas mãos. Interagir com familiares e amigos, fazer compras, estudar, assistir filmes, tudo isso em touch screem podendo acontecer quando a gente quiser.

E as redes sociais não foram sempre como a gente conhece hoje,  muitos se enganam acreditando que o Orkut foi a primeira rede social, você ainda lembra dele?

Ele, talvez, foi uma das primeiras redes sociais como a gente conhece hoje.

De lá pra cá,  15 anos se passaram, e hoje não nos vemos mais sem redes sociais.

Por este motivo, a sua marca precisa estar nas redes sociais.

Mas para isso é preciso tomar alguns cuidados.

Pessoa X Profissional

E mesmo que você seja um profissional liberal, como por exemplo dentista ou advogado, é preciso que tenha um perfil só para a marca, separar a vida real do trabalho, a pessoa e a(o) profissional.

É muito importante fazer essa separação, porque não é bacana misturar assuntos da sua vida com tarefas e rotina do trabalho, para que não seja prejudicial ao seu negócio.

Além das curtidas

Muitas pessoas se importam com seguidores e curtidas, ainda mais com o crescimento dos digitais influencers.

Porém, é preciso salientar que o mais importante é o resultado, que só acontece com muito trabalho nos bastidores. Com muito planejamento e conhecendo muito bem o público, direcionado para aquelas pessoas que poderão fazer negócios ou fechar parcerias com você.

Número de curtidas e seguidores são apenas métricas de vaidade.

Números importantes são de mensagens, de pessoas que entram em contato, que comentam, compartilham, que ligam e se interessam pela sua marca.

Cuidado na hora de patrocinar

Além disso, ainda sobre números, é preciso muito planejamento na hora de fazer anúncios nas redes sociais, isso para você não perder dinheiro. Muito mais importante do que a quantidade é a qualidade do público que será alcançado, o público certo, isso fará que o seu investimento seja melhor aproveitado e você consiga resultados muito mais satisfatórios, sem jogar dinheiro fora.

Comunicação assertiva nas redes sociais

Não existe uma receita para trabalhar nas redes sociais, o que funciona para uma marca pode não funcionar para outra, porque é preciso criar a conversa, o conteúdo, direcionado para o seu público.

É necessário estudar, planejar e analisar sempre todas as atividades realizadas nos canais digitais. Vale desde escolher em qual rede social a sua marca vai estar, até no que será postado e como a marca irá responder os seguidores.

Portanto, antes de sair postando é preciso definir o objetivo e delimitar as métricas que serão acompanhadas. Que pode ser desde gerar engajamento, leads, até posicionamento e tornar a marca conhecida.

 

E como está o planejamento de posicionamento da sua marca nas redes sociais?
Está com dúvidas? Nos envie um recadinho no whatsapp: (48) 9 9848-1252 ou clique no link que irá direto para o whatsapp

5 Livros que todo profissional de marketing deveria ler

Ler é sempre muito bom, é um hábito que deveria ganhar cada vez mas adeptos.

Seja ler um livro, um artigo, ou a bula do remédio.

Ler sobre negócios, biografias, música, contos, romances, thrillers, não importa.

O que importa de verdade é colocar o cérebro para trabalhar e absorver novas informações, palavras.

Aqui vamos indicar alguns livros que todo profissional de marketing deveria ler. Alguns não são sobre marketing, mas sobre gestão, porque consideramos importante conhecer outras histórias, marcas, e sobre como funcionam grandes empresas, ideias. Entender de negócios também é importante.

Vamos as indicações:

    1. Marketing na Era digital – Martha Gabriel

      Martha Gabriel é considerada o grande nome do marketing digital no Brasil. Descreve a importância das estratégias digitais. Fala sobre conceitos, planejamento, ambiente do marketing, plataformas e estratégias. Com certeza é um livro que todo profissional da área deve ler.
    2. Marketing 4.0 – do tradicional ao digital – Philip Kotler e ciaKotler é considerado o pai do marketing. Tem vários livros sobre o assunto, e este é uma atualização do livro marketing 3.0. Que trazia as fases: marketing orientado para o produto (1.0) Focado no consumidor (2.0) centrado no ser humano (3.0) e agora trás mais uma fase da mudança do tradicional para o marketing digital (4.0). Outro livro dele, que é um pouco mais técnico, que também vale a indicação é princípios do marketing.
    3. Seja foda – Caio CarneiroTalvez um livro sobre marketing pessoal, o titulo pode assustar mas, o conteúdo é bem diferente do que possa parecer.  No livro o autor relata alguns acontecimentos da vida dele, do início da carreira, e fala muito mais dos pilares que são importantes para que sejamos fodas, ou seja, que sejamos profissionais e pessoas muito melhores a cada dia. Relata como ver tudo de forma positiva o fez obter o sucesso que almejava.
      Leitura bem leve de se fazer, vale a pena, e você nunca mais irá se esquecer dos 5 pilares.
    4. Sonho Grande – Cristiane Correa
      Conta toda a trajetória do trio formado por Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. Fala sobre os tropeços, estratégias, todas as fases para revolucionarem a economia no Brasil. Tinham o grande sonho e alcançaram. Hoje o grupo conta com várias grandes empresas, trouxeram marcas internacionais para o Brasil. Conquistaram um grande espaço com o jeito simples de levar a vida.
      Livro muito inspirador.

  1. Como fazer amigos e influenciar pessoas na era digital – Dale Carnegie e Associados
    Atualização do livro de como fazer amigos e influenciar pessoas, agora com uma visão digital, das mídias sociais. Muitos insights sobre como aumentar a rede de contatos através das mídias onlines.
    A como utilizar essas ferramentas a seu favor e da sua empresa. O livro é separado por vários passos divididos em 4 partes. 1 – Princípios essenciais, 2 – Seis modos de criar uma impressão duradoura; 3- Como merecer e manter a confiança dos outros; 4- Como conduzir a mudança sem resistência nem ressentimento.


    Esses são alguns dos livros que consideramos muito importante todo profissional de marketing ou empreendedor deveria ler. Têm algum outro livro que você considera importante? Mande pra gente, adoramos falar sobre livros <3 (48) 9 9848-1252.


100 livros para você ler e aprender a enriquecer

Endomarketing: cuidar primeiro de quem é da casa

Endomarketing é uma estratégia de marketing institucional, por isso falamos cuidar de quem é da casa primeiro.

As ações devem ser sempre pensadas de dentro para fora, ou seja, primeiro dentro da empresa e depois as ações irão para as ruas, para a divulgação junto aos consumidores.

É uma ótima estratégia para diminuir a rotatividade de pessoal dentro da empresa e atrair profissionais. ou seja, as ações criam uma imagem de uma empresa boa para trabalhar, de um clima organizacional melhor, mostra que a organização se preocupa com os seus colaboradores, e os torna grandes embaixadores da marca.

Ao adotar essas ações os funcionários se sentem melhor recebidos, que fazem parte de fato do sucesso da marca, que a empresa reconhece a importância deles.

Quando os colaboradores de uma empresa se sentem mais motivados e satisfeitos com o emprego eles passam a falar mais sobre a marca para seus amigos e familiares de forma positiva. Portanto, é uma estratégia favorável para ambas as partes.

Para entender melhor sobre a estratégia, é preciso entender que o endomarketing não trabalha somente com ações em marketing.

É uma junção do RH com o Marketing, ou seja, o setor de recursos humanos precisa atender todas as necessidades dos funcionários da empresa.

Por isso, é fundamental que ambas as partes estejam envolvidas e criam atividades internas na empresa para que resultem em motivação, como por exemplo:

                      * Treinamentos de capacitação;
                      * Troca de experiência entre colabores;
                      * Palestras;
                      * Participação da família;
                      * Apresentação de resultados;

Todas essas ações fazem com que o funcionário se sinta valorizado e parte da empresa, o tornando assim um profissional mais motivado, já que ele sabe que a empresa compreende a importância que ele têm.

As empresas devem trabalhar o endomarketing por vários motivos:

  1. Os colaboradores se tornam mais motivados;
  2. Aumento da produtividade;
  3. Menor rotatividade;
  4. Funcionários leais a empresa e mais compromissados com o trabalho;
  5. Clima organizacional muito melhor;
  6. Qualidade e bem estar no trabalho;

Para implementar o endomarketing na empresa é saber quais são as necessidades da equipe, por isso o RH é parte fundamental nesse quebra-cabeça.

Uma vez que a organização entende quais são as necessidades e dificuldades da sua equipe, que pode ser feito um levantamento através de pesquisas internas, é hora de planejar as ações.

Treinamentos e dinâmicas auxiliam no entrosamento da equipe, além disso pagamento de bônus ou prêmios para os profissionais que tiveram melhores resultados ou alcançaram metas auxilia muito na motivação da equipe.

Dentre as estratégias que você pode implementar na sua empresa estão:

  1. Comunicação interna
    A comunicação é o ponto crucial dentro de uma organização, é preciso facilitar. É preciso incentivar o dialogo, ter abertura para que os funcionários coloquem seus pontos de vistas, ouvir os colaboradores.
    Esse tipo de ação faz com que os funcionários se sintam úteis e peças fundamentais.
  2.  Palestras
    Palestras motivacionais tendem a acrescentar maior entusiasmo nos profissionais, dando a eles um maior preparo.
  3. Integração
    Pode ser uma festa de encerramento, do dia do funcionário, presentes em datas comemorativas, atividade de comemoração de aniversário da empresa, ou até interação no aniversário dos funcionários. Todas essas ações auxiliam na proximidade dos colaboradores de uma empresa.
  4. Pesquisa de satisfação interna
    É preciso dar voz aos funcionários, ouvi-los, e uma pesquisa de satisfação mostra a eles que a empresa se importa com o opinião deles.  Também é interessante perguntar ao colaborar o que mais eles gostaria de ter na empresa, eventos, cursos, etc.
    Desta forma, a empresa pode identificar quais pontos ela precisa melhorar e quais ações estão tendo melhor resultado diante o ponto de vista do próprio colaborador.
  5. Benefícios
    Vale alimentação, vale transporte, plano de saúde, todas essas possibilidades podem e devem ser exploradas. Horários flexíveis e possibilidade de home office também são grandes atrativos.
  6. Plano de cargos e carreira
    Empresas que adotam plano de carreira demonstram valorizar os profissionais. Desta forma os funcionários se sentem mais motivados ao saberem que têm chance de crescimento dentro da organização.
  7. Feedback
    Elogie em público, critique em particular. Os funcionários só irão saber que estão fazendo a coisa certa se você disser isso a eles, ou o contrário, quando eles recebem elogios se sentem mais valorizados e entendem que o trabalho deles é reconhecido.
  8. Treinamentos
    Todo mundo gosta de receber treinamentos e cursos para se qualificarem. E isso demonstra que a empresa se preocupa com seus funcionários.
  9. Vídeos institucionais
    Demonstre como a sua empresa é por dentro, como é a rotina, utilize imagens do seu pessoal trabalhando, ou um funcionário falando sobre a empresa.
  10. Eventos
    Podem ser eventos tanto interno quanto externo, leve o seu trabalho para a comunidade onde a empresa está localizada, interaja com o público ao redor dela também, seja ações em escolas ou grupos regionais.

E endomarketing digital, é possível?

Sim, é possível.

Tudo deve ser adaptado, e com o grande avanço das mídias digitais o endomarketing também pode ser adaptado a isso. As mídias onlines podem e devem serem utilizadas também para a comunicação com os funcionários.

Para fazer uso dessa estratégia, a empresa pode manter um blog com assuntos de interesse dos colaboradores, utilizar vídeos também promovendo conteúdo que possa interessar aos funcionários, fazer uso de e- mail personalizado, aplicativos, grupos nas redes sociais, chat interno, entre outros conteúdos que possam ser desenvolvidos para os colaboradores na internet.

O linkedin é uma ótima aliada na hora de distribuir o conteúdo desenvolvido pro endomarketing digital, justamente por se tratar de uma rede social profissional. Lá também é possível criar um grupo para os colaboradores da empresa e distribuir o conteúdo desenvolvido para eles.

E ele não irá auxiliar apenas os colaboradores que já fazem parte da empresa, pode atrair outros profissionais para a organização.

Existem ainda muitas outras estratégias que você pode aplicar dentro da sua empresa, o ponto crucial é pesquisar e estabelecer quais serão mais importantes e assertivas para motivar os seus funcionários.

Na sua empresa já existe política de endomarketing digital?
Entre em contato conosco contato@effortdigital.com.br

5 Podcasts para você acompanhar

Os podcast tomaram espaço nos meios de comunicação.

Podcast nada mais é do que uma mídia de transmissão de informação. É como se fosse um programa de rádio, porém fica disponível para que você possa ouvir a qualquer hora e onde estiver. A outra vantagem é que os podcasts são separados por conteúdo, então você pode escolher o assunto sobre o que deseja ouvir.

Para te ajudar, fizemos uma lista com alguns dos mais importantes podcasts sobre mídia social, design, marketing e tecnologia:

  1. Yellowcast
    Costumam falar sobre design, comunicação e claro, redes sociais.
    Não costumam manter uma frequência exata mas tem sempre algum conteúdo bem bacana pra conferir lá.
    Os acompanhe no Soundcloud.
  2. Código aberto
    Aqui você pode conferir o que dizem os grandes nomes do mercado de marketing.
    Vários profissionais influentes da área costumam conversar sobre duas ideias e o que pensam pro futuro na área.
  3. Fábio Prado 
    Grande nome quando o assunto é facebook ads.  Um dos profissionais com maior autoridade no assunto.
    Lá você poderá encontrar muitas dicas de facebook e instagram.
    Acompanhe no soundcloud.
  4. VDBcast
    Podcast do viver de blog. Lá você irá encontrar informações sobre criação de conteúdo, produtividade, marketing digital, entre outros assuntos relacionados a área.
    Confira no soundcloud.
  5. Canaltech
    De forma bem clara lá é possível entender um pouco melhor do que está acontecendo no mundo da tecnologia.
    Além de sempre fazerem análise sobre novos produtos lançados no mercado e descomplicar os termos.
    Confira no soundclud. 

Aproveite para saber mais sobre o mundo do marketing e como você pode melhorar os resultados da sua marca.

Tem mais algum poscast para indicar ou gostaria de tomar um café para falar sobre marketing?
Nos envie uma mensagem, vamos adorar conversar com você ☕
📱 (48) 9 9848-1252
📧 contato@effortdigital.com.br

Como montar o seu Mídia Kit?

Mídia Kit nada mais é do que uma apresentação de meios de comunicação digital, site ou redes sociais, bem como a precificação dos espaços. Pode ser usado por empresas, ou veículos de comunicação, e atualmente também é muito usado por blogueiras.

O mais importante de um mídia kit é ser original, ter a sua cara, da sua marca, uma identidade só sua. Para te ajudar vamos separar em tópicos para entender melhor como funciona.

  1. Pra que serve?

Como já mencionado, é um arquivo para apresentar um site, blog ou rede social que contenha dados de acesso, público, preços e demais dados que possam interessar ao anunciante.

É uma espécie de vitrine onde é destacado todos os pontos positivos de anunciar na plataforma em questão, afim de orientar e cativar o possível patrocinador.

 

  1. Como fazer a apresentação?

O mídia kit pode ser feito em uma página do seu site ou em PDF para enviar para quem solicitar os valores. Você deve informar todos os seus contatos e se certificar de que estejam bem visíveis neste documento e seguir uma lógica das informações.

 

  1. Design

Este é um passo muito importante, porque você estará apresentando a sua marca, o seu trabalho, portanto é preciso que ele tenha a sua identidade e seja agradável.

Não coloque informação demais, aqui falo em termos de cores e como distribuir o texto.

Lembre-se a primeira impressão é a que fica e que uma imagem vale mais do que palavras. Bem clichê, mas pura verdade.

Você precisa ter um material de fácil leitura, agradável e de forma clara, objetiva.

O uso de gráficos ajuda muito a leitura dos dados, como por exemplo o perfil do público.

 

  1. Segmento

Afinal, você fala sobre o que? Moda? Viagens? Comida?

É preciso que você coloque de forma direta qual o tema do seu trabalho. É importante ter um foco, assim fica mais fácil para o patrocinador saber se o assunto tem relação com a marca dele ou não.

Aqui também podemos falar sobre os dados.

Você pode colocar todos os dados que julgar interessante.

Coloque informações dos leitores como dados demográficos: sexo, idade, localidade etc. essas informações você consegue direto pelas métricas das redes sociais.

 

  1. Pesquise

Além dos dados citados anteriormente, tem outros que podem ser importantes também, e para saber você pode fazer uma pesquisa com o seu público.

Isso vai mostrar ao anunciante que você conhece de fato e fez a lição de casa.

Dados como: consumo de compras, escolaridade, renda, quantidade de horas na internet, que tipo de produtos consomem pela internet, entre outros dados serão muito importantes para o seu patrocinador, além de ser um diferencial para o seu negócio, assim você terá muito mais chances de fechar o anúncio.

 

  1. Estatísticas: números são importantes

São importantes quando são os números corretos, por exemplo, número de seguidores é importante, mas quanto dessas pessoas realmente interage? número de visitantes é muito importante, mas por quanto tempo esse visitante fica na sua página? E quais as ações dele?

É preciso medir o que é mais interessante para o possível anunciante.

Portanto entenda que:

  • Visitante: é aquele que sempre acompanham o seu trabalho, é o número que visitou uma vez e sempre volta para a sua página.
  • Visitante único: visitou apenas uma vez e nunca mais voltou.
  • Visualização de página: especificação da visita, começam os dados de ações dentro da página.
  • Taxa de rejeição: é o número de visitantes que entrou no site e ficou pouco tempo, ou entrou em apenas uma página e já saiu.
  • Tempo de permanência: e o tempo que o visitante costuma ficar no seu site e em cada página.

Vale lembrar que você nunca deve mentir sobre estes dados, não aumente os números, tenha uma apresentação sincera, para evitar problemas com os anunciantes, afinal, não é legal prometer algo e não cumprir.

 

  1. Publicidade

Você deve informar também se o seu blog apareceu em jornais, revistas, ou citado em outros sites.

Também vale colocar prêmios que você tenha sido indicado ou que recebeu.

Tudo isso reforça a sua credibilidade.

 

  1. Espaço e preços

De que forma será feito o anúncio e qual o preço?

Aqui é necessário descrever todos as formas de anunciar no seu blog ou rede social.

Banner no site, post patrocinado, vídeos, texto no blog, sorteios etc.

 

  1. Depoimentos

Muito importante também são os depoimentos, tanto do seu público, e muito mais de quem já anunciou. Por isso faça pesquisa de satisfação com anunciantes, para ter esse material e deixar o seu mídia kit muito mais completo.

Para o anunciante é muito mais fácil a decisão quando ele vê a opinião de quem já anunciou, da experiência de outras pessoas.

Coloque um “o que dizem sobre nós” em seu mídia kit.


Um mídia kit precisa transparecer a identidade da marca, ter todos os dados importantes, tanto de métricas quanto de pesquisa. Para ter muito sucesso com o mídia kit é necessário expressar de forma clara todas as vantagens de anunciar no blog ou rede social.


Precisa de um mídia kit para a sua marca? Fale conosco, podemos lhe ajudar.

(48) 9 9848-1252

contato@effortdigital.com.br

 

 

CTA: Chame para a ação

CTA é a sigla para Call to Action, ou seja, é uma chamada, que pode ser visual ou textual, para que o visitante de uma página realize alguma ação, desta forma, é uma ótima estratégias para gerar leads (contatos de clientes em potencial).

Existem diversos tipos de CTA’s, pode ser o link para um outro post relacionado ou uma oferta de algum material, que pode ser um e-book.

Para ter um CTA eficiente é preciso escolher o melhor formato para o perfil do seu negócio, e é importante que a oferta chame a atenção do leitor para que ele clique e realize a ação que você espera, e assim você terá um novo lead.

É preciso também que você tenha bem claro um objetivo na hora de criar um CTA, que pode ser por exemplo:

  1. Gerar trafego para outro artigo do blog;
  2. Inscrições em newsletter;
  3. Fazer download;
  4. Compartilhar, curtir ou comentar;
  5. Seguidores nas redes sociais;
  6. Assistir a um vídeo;
  7. Responder a uma pesquisa;
  8. Participar de um evento, ou uma live; etc.

Você pode utilizar uma CTA em várias partes do site ou outra plataforma, pode ser na home do site, nos artigos do seu blog, nas redes sociais, no e-mail marketing, em anúncios, vídeos, em ofertas entre outras.

Existem também os chamados CTA’s inteligentes, que são direcionados para visitantes recorrentes, ou seja, que já conhecem a sua marca, serviço ou produto, é neste momento que você pode gerar conversões, vendas.

Por isso é importante criar segmentação para a sua oferta, para que ela seja direcionada a quem realmente importa, o seu potencial cliente.

Seguindo estes passos você terá um CTA eficiente e poderá prospectar novos clientes para o seu negócio.

Assine a nossa Newsletter

contato@effortdigital.com.br / (48) 9 9848-1252

Gatilhos mentais: Como utilizar nas estratégias de marketing

Todos os dias tomamos muitas decisões, que vão desde decidir o que vamos comer, que roupa vamos usar, ir ou não para uma festa, assistir a uma série. Tomamos decisões o dia todo.

Não é diferente nas decisões de consumo de produtos ou serviços.

E você pode usar alguns gatilhos na sua estratégia de marketing que auxiliam as pessoas a decidir por uma coisa ao invés de outra.

E o que são gatilhos?

São decisões que tomamos no piloto automático.  Nosso cérebro sempre tanta poupar energia, e por isso ele segue caminhos de decisões que já tomamos anteriormente, caminhos conhecidos.

Ou seja, gatilhos mentais são facilitadores do nosso cérebro.

Exemplos de gatilhos mentais

Um exemplo de gatilho que funciona muito bem é a reciprocidade, ele é o gatilho mais nobre e pode ser usado em qualquer negócio. Sempre ofereça materiais gratuitos para seu público. Até quando for vender algo, dê uma amostra grátis do seu produto ou serviço. Assim, a pessoa ficará com a sensação de que está te devendo um favor e precisa retribuir de alguma forma, seja cadastrando o e-mail na sua lista ou mesmo comprando um de seus produtos ou serviços.

 E o mais importante: tenha a reciprocidade como um hábito.  A sensação de ajudar as pessoas e se sentir útil é imensurável, por mais que gerem frutos para o seu negócio, os ganhos vão muito além do que a ciência consegue explicar.

Outro gatilho muito interessante é o “porque”, por mais que a maioria de nossas decisões é feita no âmbito do inconsciente, nossa mente sempre procura razões para justificar nossas escolhas.

Gatilhos mentais como escassez e urgência também funcionam muito bem. É aquele ditado de que temos que perder para dar valor. Quando o cliente não está totalmente seguro da compra, pensar que talvez possa nunca mais ter a chance de obter pode influenciar a agir.

O gatilho de urgência é ligado ao tempo. O uso das frases: compre agora mesmo, ou comece ainda hoje, geram um alerta de que se não adquirir naquele momento pode nunca mais ter a chance de ter aquele produto ou serviço ou até mesmo com aquele preço.

O gatilho da autoridade, ter uma presença forte também influencia. Quando a marca mostra que realmente entende do assunto gera um conforto maior ao consumidor, um sentimento de que ele fez a escolha certa. Depoimentos de clientes também podem auxiliar neste processo de decisão como um gatilho, uma vez que influência.

Prova social. Se você tivesse que escolher entre um restaurante com fila de espera e um totalmente vazio? Provavelmente escolheria o restaurante lotado, uma vez que temos medo de nos decepcionar. Então a decisão de escolher por um que tem um número maior de procura nos deixa mais seguros de que tomamos a decisão certa.

O ser humano tem uma necessidade de pertencer a grupos. Então novamente, use os depoimentos a seu favor. Marketing boca a boca ainda funciona muito bem.

O gatilho da antecipação. Quando for lançar um novo produto ou serviço, planeje a divulgação semanas ou até meses antes, e vai soltando informações aos poucos. Isso irá gerar uma curiosidade e fará mais pessoas acompanharem o seu negócio.

A novidade também funciona, uma vez que o ser humano adora algo novo. Elas nos tiram da nossa zona de conforto e despertam o alerta e interesse. As empresas de automóveis utilizam muito deste gatilho.

De tempos em tempos faça atualizações significativas em seus produtos ou serviços. Além de utilizar o atalho mental você não vai deixar sua marca ser obsoleta.

Utilizando os gatilhos mentais citados acima você vai dominar a persuasão e aumentar suas vendas.

O mercado negro nas redes sociais

Já falamos em outras publicações que é preciso tomar alguns cuidados nas redes sociais, levando em conta que muitos influenciadores, blogueiros e até empresas compram seguidores e likes. Então é preciso investigar antes de contratar um serviço de divulgação.

Nas últimas semanas tornou-se quase que viral as notícias sobre o fake Eduardo Martins. Ele mantinha um perfil no instagram e se dizia fotografo da ONU. Ele enganou até canais de notícias. Como a BBC Brasil:

Em 7 de julho de 2017, a BBC Brasil publicou um texto apresentando fotos e vídeos que seriam de autoria de um brasileiro que se apresentava para seus mais de 100 mil seguidores no Instagram como Eduardo Martins, fotógrafo da ONU. Após a publicação do conteúdo, surgiram suspeitas não apenas sobre a autoria das imagens enviadas como também sobre a verdadeira identidade de Martins. A BBC Brasil começou a investigar o caso há um mês e, pouco a pouco, os elementos de uma história construída por dois anos começaram a ruir. Diante das suspeitas e do risco de violação de direitos autorais, o conteúdo original foi retirado do ar. Pedimos desculpas a nossos leitores pelo engano. O caso servirá para reforçar nossos procedimentos de verificação.

A história era muito bem construída para encantar a todos: “um fotógrafo brasileiro, jovem, loiro e bonito, que havia superado abusos na infância e uma leucemia no início da vida adulta e se lançara às principais zonas de guerra do mundo, entre elas Iraque e Síria, para registrar o sofrimento humano.” Entre fotos da guerra, Eduardo também postava fotos de viagens pela Austrália e seu suposto hobby, o surf.

Assim o encantador fotógrafo postava imagens com alma. O problema é que nenhuma das fotos postadas eram dele, muitas fotos era copiadas de outros fotógrafos invertidas, retocadas e postadas como se fossem em outra localização.

Foi muito fácil pra ele criar toda uma história, Eduardo Martins teve até namoradas virtuais, que sem querer, se envolveram e ajudaram a divulga-lo, elas nunca tiveram contato pessoal com ele. Após descoberto a farsa ele excluiu sua conta no instagram e whatsapp, provavelmente para não ser encontrado, já que as investigações estavam se aproximando de descobrir quem estava por trás do fake.

Existem também agências especializadas em criar “fake News”, noticias falsas, tudo para conseguir visualizações no site e conseguir dinheiro de publicidade. Ou até mesmo são contratados para criar notícias falsas sobre pessoas públicas, etc.

E quantas vezes encontramos perfis com um numero enorme de seguidores, mas quando vamos ver as publicações tem 100 curtidas, não tem como um perfil ter 17K e ter somente 200-300 curtidas nas publicações e poucos comentários. Se você for contratar um influencer ou blogueira para divulgar seus produtos, desconfie do grande número de seguidores e pouco envolvimento. Tem algumas empresas que também compram seguidores e curtidas nas páginas, não se deslumbre com estes números.

Você só vai ter resultados com seguidores reais. Não compre likes, crie conteúdo de qualidade e alcance clientes e admiradores de verdade.

5 Dicas para melhorar seu desempenho nas redes sociais e vender mais

A gente sempre fala que as redes sociais funcionam hoje como uma vitrine para os seus produtos ou um informativo dos seus serviços, por isso é preciso também tomar alguns cuidados.

Abaixo vamos dar algumas dicas para vender mais nas mídias sociais, o que de verdade importa para você conseguir um desempenho melhor.

Dica 1: Não compre  seguidores ou fãs

Já citamos algumas vezes também o perigo de fazer sorteios mediante curtidas na fanpage, seguir o perfil e, principalmente, pedir para compartilhar uma publicação em troca de participação em sorteio, vai contra as politicas do Facebook (leia aqui). E além de ir contra as regras da rede social, esses novos fãs que você acaba de obter não estão interessados em comprar o seu produto ou serviço, só estão atrás do sorteio, logo esse número será só uma métrica da vaidade.

Também existe a venda de seguidores e curtidas, sim, você não leu errado, existe pessoas que vendem seguidores e curtidas, tem sempre alguém querendo tirar vantagem não é mesmo? Muito cuidado, este número não irá acrescentar em nada ao seu negócio, você estará boicotando a sua marca ao fazer isso.

Dica 2: Conheça seu público alvo

Esse é o ponto crucial para obter um retorno maior nas redes sociais, precisa saber o que os seus clientes procuram, de que forma você pode ajuda-los. Para tanto, é preciso criar conteúdo que interesse a eles.

Quando alguém curte a sua página, por exemplo, é possível verificar, através da ferramenta gratuita facebook insights, informações valiosas para você, como por exemplo: Engajamento do público com as suas publicações; Conhecimento sobre o público (faixa etária – organizada por gêneros -, média de curtidas, número de comentários, qual o alcance de suas publicações, além de dados geográficos dessas pessoas).

Dica 3: Crie conteúdo relevante

Após conhecer o seu público, é importante falar sobre assuntos que despertem o interesse do leitor/fã, fazendo com que ele deseje comprar. Utilize uma linguagem próxima ao seu público, com imagens e legendas alinhadas, as hashtags também podem ajudar a aumentar o seu alcance nas publicações, levando em conta que alcança públicos além dos que visitam o seu perfil. Você também pode utilizar o método UCG, conteúdo gerado pelo consumidor, como por exemplo incentiva-lo a postar uma foto do seu produto, ou solicitar um depoimento, este tipo de conteúdo irá gerar maior autoridade a sua marca.

É importante, e interessante, que você use a linguagem de acordo com o seu público, por exemplo, se o seu público alvo é adolescentes, você pode utilizar uma linguagem mais divertida e informal, e até mesmo gírias, porém sempre respeitando as normas gramaticais, claro.

Dica 4: Promova a sua marca

Invista em publicidade, ela gera vendas. Utilizando as ADs por exemplo, você consegue direcionar a grupos do seu público alvo e, assim alcançar um número maior de pessoas que ainda não conheciam a sua marca. O Facebook Ads  permite fazer campanhas segmentadas, aos diversos tipos de usuários, impulsionando publicações com o orçamento que você adicionar monetariamente, você pode estipular o valor que desejar investir e a ferramenta irá lhe mostrar a estimativa de alcance. Você ainda pode participar de eventos e aproveitar para divulgar nas redes sociais que você estará presente.

Se você tem um site de e-commerce, não se esqueça de colocar o link de venda do produto que você está oferecendo em sua publicação, assim fica mais fácil pro cliente comprar.

Dica 5: Acompanhe os resultados

Não só acompanhar o número de curtidas, mas observar todas as métricas, como número de visualização da postagem, impressões, taxa de envolvimentos e comentários, e até mesmo ocultação do post ou denúncias de spam. Todas essas informações você pode acompanhar no Facebook insights.

E o mais importante é, depois de verificar as métricas, traçar elas junto aos objetivos e metas, observar o retorno desta campanha, caso o objetivo fosse manter a marca junto ao público, observar se os números de visualizações e envolvimentos está dentro do esperado, se for obter leads ou vendas observar quantos clientes ou contatos foram obtidos a partir deles, observar os KPIs, indicadores de desempenho.

Seguindo essas 5 dicas você conseguirá um posicionamento de autoridade em suas redes sociais, dependendo do seu ramo, é interessante também manter um blog disponibilizando conteúdo gratuito para os seus clientes.