Posts

Regra 80/20 no marketing digital

O foco das redes sociais precisa ser: Relacionamento 🎯
 
E pra isso é preciso atender aos desejos dos seguidores e solucionar problemas, isso é possível por meio da criação de conteúdo, e portanto você não deve fazer panfletagem nos perfis da sua marca.
 
Por isso, use a técnica do 80/20, ou seja direcione à persona, público alvo, 80% de conteúdo relevante e apenas 20% de propaganda. Considerando que o seu consumidor, geralmente, não entra nas suas redes sociais à procura de propagandas, mas do conteúdo que você disponibiliza.
 
Essa estratégia pode ser usada em qualquer momento do processo de compra.
 
É importante que antes de você usar a estratégia você avalie seu público, entenda quais assuntos (que têm relação com a sua marca) vão atraí-lo e, mais do que isso, vão torná-los interessados no seu conteúdo.
 
Conhecendo bem o seu público você saberá qual linguagem deve utilizar, qual conteúdo criar e as plataformas certas. Após isso você pode fazer um planejamento de conteúdo e cronograma de postagens para manter a constância, isso é muito importante. Tudo deve estar alinhado com os seus objetivos.
 
Faça um teste e veja como essa regra pode se aplicar ao seu negócio. Tente oferecer benefícios antes de tentar vender o produto ou serviço.

Marketing Jurídico

O marketing digital é um grande aliado dos escritórios de advocacia.
 
Com estratégias bem planejadas e executadas é possível atrair e fidelizar clientes.
 
Mas como fazer? Por onde começar? Como arranjar tempo para isso?
 
Marketing jurídico é o nome dado à técnica para fortalecer a imagem de advogados e bancas no meio digital sem ferir o Código de Ética e Disciplina da OAB.
 
🔹O boca a boca ainda é muito utilizado na advocacia, porém não é o único meio e talvez nem o melhor para o seu escritório. Por isso implementar estratégias de marketing jurídico permite que você atinja mais pessoas e conquiste um público mais propenso a fechar negócio.
 
🔹Para implementar o marketing digital defina metas, antes de partir para a ação é preciso tirar um tempo para o planejamento. Defina o público alvo, dentro da sua área de atuação, para isso use as informações dos clientes atuais, cruze todas as informações para ter a sua persona, que será o foco das suas ações no marketing digital.
 
🔹Escolha os canais, o marketing digital é bem abrangente, por isso escolha os canais certos para o seu escritório, ou seja, aqueles que os seus clientes mais usam.
 
🔹Planeje as ações, com prazos, orçamentos, quem ficará responsável por cada uma delas. Defina região de atuação, direcione à principal atividade, tenha os perfis como a vitrine do seu escritório, ou seja, o seu endereço online é o ambiente ideal para compartilhar informações sobre a sua área de atuação.
 
🔹Aparência importa, o marketing jurídico é uma excelente estratégia para trabalhar a sua reputação, portanto é fundamental que todas as estratégias sejam reflexo do seu trabalho no escritório.
 
🔹A principal moeda de troca no marketing jurídico de conteúdo é o conhecimento. Cada vez mais, escritórios e advogados autônomos veem no compartilhamento de conteúdos em blogs e redes sociais uma estratégia eficiente para atrair clientes mais qualificados (pessoas mais propensas a fechar negócio).
 
Dicas finais:
 
Publique conteúdos respondendo dúvidas reais dos seus clientes;
Apresente estudos de caso para exemplificar como seu escritório resolveu um problema apresentado;
Aplique técnicas de SEO;
Responda mensagens, lembre-se que o marketing é relacionamento;
 
Ficou com alguma dúvida? Precisa de ajuda para implementar as ações no seu escritório? Entre em contato: (48) 99848-1252.

Por dentro dos: Leads

Você sabe o que são leads?

Leads são todas as oportunidades de negócio, ou seja, alguém que forneceu suas informações de contato, como nome e email. Como demonstrou interesse no seu segmento, provavelmente gostaria de ouvir mais, inclusive sobre o produto/serviço.

Uma boa gestão dessas informações contribui para a retenção de clientes que talvez ainda não estejam no momento correto da compra. Fazer isso pelas redes sociais significa criar conteúdo para atrair pessoas e retê-las, portanto é preciso criar conteúdo para cada fase do relacionamento. E claro, o ideal é sempre utilizar outras plataformas e estratégias, como o e-mail marketing.

Ficou com alguma dúvida? Estamos aqui para lhe ajudar, é só chamar 🙋🏻‍♀️ (48) 99848-1252

Estratégias para as redes sociais

Atualmente as redes sociais fazem parte da nossa rotina.

Não entramos mais na internet, estamos o tempo todo conectado, tudo está ao alcance de nossas mãos. Interagir com familiares e amigos, fazer compras, estudar, assistir filmes, tudo isso em touch screem podendo acontecer quando a gente quiser.

E as redes sociais não foram sempre como a gente conhece hoje,  muitos se enganam acreditando que o Orkut foi a primeira rede social, você ainda lembra dele?

Ele, talvez, foi uma das primeiras redes sociais como a gente conhece hoje.

De lá pra cá,  15 anos se passaram, e hoje não nos vemos mais sem redes sociais.

Por este motivo, a sua marca precisa estar nas redes sociais.

Mas para isso é preciso tomar alguns cuidados.

Pessoa X Profissional

E mesmo que você seja um profissional liberal, como por exemplo dentista ou advogado, é preciso que tenha um perfil só para a marca, separar a vida real do trabalho, a pessoa e a(o) profissional.

É muito importante fazer essa separação, porque não é bacana misturar assuntos da sua vida com tarefas e rotina do trabalho, para que não seja prejudicial ao seu negócio.

Além das curtidas

Muitas pessoas se importam com seguidores e curtidas, ainda mais com o crescimento dos digitais influencers.

Porém, é preciso salientar que o mais importante é o resultado, que só acontece com muito trabalho nos bastidores. Com muito planejamento e conhecendo muito bem o público, direcionado para aquelas pessoas que poderão fazer negócios ou fechar parcerias com você.

Número de curtidas e seguidores são apenas métricas de vaidade.

Números importantes são de mensagens, de pessoas que entram em contato, que comentam, compartilham, que ligam e se interessam pela sua marca.

Cuidado na hora de patrocinar

Além disso, ainda sobre números, é preciso muito planejamento na hora de fazer anúncios nas redes sociais, isso para você não perder dinheiro. Muito mais importante do que a quantidade é a qualidade do público que será alcançado, o público certo, isso fará que o seu investimento seja melhor aproveitado e você consiga resultados muito mais satisfatórios, sem jogar dinheiro fora.

Comunicação assertiva nas redes sociais

Não existe uma receita para trabalhar nas redes sociais, o que funciona para uma marca pode não funcionar para outra, porque é preciso criar a conversa, o conteúdo, direcionado para o seu público.

É necessário estudar, planejar e analisar sempre todas as atividades realizadas nos canais digitais. Vale desde escolher em qual rede social a sua marca vai estar, até no que será postado e como a marca irá responder os seguidores.

Portanto, antes de sair postando é preciso definir o objetivo e delimitar as métricas que serão acompanhadas. Que pode ser desde gerar engajamento, leads, até posicionamento e tornar a marca conhecida.

 

E como está o planejamento de posicionamento da sua marca nas redes sociais?
Está com dúvidas? Nos envie um recadinho no whatsapp: (48) 9 9848-1252 ou clique no link que irá direto para o whatsapp

Endomarketing: cuidar primeiro de quem é da casa

Endomarketing é uma estratégia de marketing institucional, por isso falamos cuidar de quem é da casa primeiro.

As ações devem ser sempre pensadas de dentro para fora, ou seja, primeiro dentro da empresa e depois as ações irão para as ruas, para a divulgação junto aos consumidores.

É uma ótima estratégia para diminuir a rotatividade de pessoal dentro da empresa e atrair profissionais. ou seja, as ações criam uma imagem de uma empresa boa para trabalhar, de um clima organizacional melhor, mostra que a organização se preocupa com os seus colaboradores, e os torna grandes embaixadores da marca.

Ao adotar essas ações os funcionários se sentem melhor recebidos, que fazem parte de fato do sucesso da marca, que a empresa reconhece a importância deles.

Quando os colaboradores de uma empresa se sentem mais motivados e satisfeitos com o emprego eles passam a falar mais sobre a marca para seus amigos e familiares de forma positiva. Portanto, é uma estratégia favorável para ambas as partes.

Para entender melhor sobre a estratégia, é preciso entender que o endomarketing não trabalha somente com ações em marketing.

É uma junção do RH com o Marketing, ou seja, o setor de recursos humanos precisa atender todas as necessidades dos funcionários da empresa.

Por isso, é fundamental que ambas as partes estejam envolvidas e criam atividades internas na empresa para que resultem em motivação, como por exemplo:

                      * Treinamentos de capacitação;
                      * Troca de experiência entre colabores;
                      * Palestras;
                      * Participação da família;
                      * Apresentação de resultados;

Todas essas ações fazem com que o funcionário se sinta valorizado e parte da empresa, o tornando assim um profissional mais motivado, já que ele sabe que a empresa compreende a importância que ele têm.

As empresas devem trabalhar o endomarketing por vários motivos:

  1. Os colaboradores se tornam mais motivados;
  2. Aumento da produtividade;
  3. Menor rotatividade;
  4. Funcionários leais a empresa e mais compromissados com o trabalho;
  5. Clima organizacional muito melhor;
  6. Qualidade e bem estar no trabalho;

Para implementar o endomarketing na empresa é saber quais são as necessidades da equipe, por isso o RH é parte fundamental nesse quebra-cabeça.

Uma vez que a organização entende quais são as necessidades e dificuldades da sua equipe, que pode ser feito um levantamento através de pesquisas internas, é hora de planejar as ações.

Treinamentos e dinâmicas auxiliam no entrosamento da equipe, além disso pagamento de bônus ou prêmios para os profissionais que tiveram melhores resultados ou alcançaram metas auxilia muito na motivação da equipe.

Dentre as estratégias que você pode implementar na sua empresa estão:

  1. Comunicação interna
    A comunicação é o ponto crucial dentro de uma organização, é preciso facilitar. É preciso incentivar o dialogo, ter abertura para que os funcionários coloquem seus pontos de vistas, ouvir os colaboradores.
    Esse tipo de ação faz com que os funcionários se sintam úteis e peças fundamentais.
  2.  Palestras
    Palestras motivacionais tendem a acrescentar maior entusiasmo nos profissionais, dando a eles um maior preparo.
  3. Integração
    Pode ser uma festa de encerramento, do dia do funcionário, presentes em datas comemorativas, atividade de comemoração de aniversário da empresa, ou até interação no aniversário dos funcionários. Todas essas ações auxiliam na proximidade dos colaboradores de uma empresa.
  4. Pesquisa de satisfação interna
    É preciso dar voz aos funcionários, ouvi-los, e uma pesquisa de satisfação mostra a eles que a empresa se importa com o opinião deles.  Também é interessante perguntar ao colaborar o que mais eles gostaria de ter na empresa, eventos, cursos, etc.
    Desta forma, a empresa pode identificar quais pontos ela precisa melhorar e quais ações estão tendo melhor resultado diante o ponto de vista do próprio colaborador.
  5. Benefícios
    Vale alimentação, vale transporte, plano de saúde, todas essas possibilidades podem e devem ser exploradas. Horários flexíveis e possibilidade de home office também são grandes atrativos.
  6. Plano de cargos e carreira
    Empresas que adotam plano de carreira demonstram valorizar os profissionais. Desta forma os funcionários se sentem mais motivados ao saberem que têm chance de crescimento dentro da organização.
  7. Feedback
    Elogie em público, critique em particular. Os funcionários só irão saber que estão fazendo a coisa certa se você disser isso a eles, ou o contrário, quando eles recebem elogios se sentem mais valorizados e entendem que o trabalho deles é reconhecido.
  8. Treinamentos
    Todo mundo gosta de receber treinamentos e cursos para se qualificarem. E isso demonstra que a empresa se preocupa com seus funcionários.
  9. Vídeos institucionais
    Demonstre como a sua empresa é por dentro, como é a rotina, utilize imagens do seu pessoal trabalhando, ou um funcionário falando sobre a empresa.
  10. Eventos
    Podem ser eventos tanto interno quanto externo, leve o seu trabalho para a comunidade onde a empresa está localizada, interaja com o público ao redor dela também, seja ações em escolas ou grupos regionais.

E endomarketing digital, é possível?

Sim, é possível.

Tudo deve ser adaptado, e com o grande avanço das mídias digitais o endomarketing também pode ser adaptado a isso. As mídias onlines podem e devem serem utilizadas também para a comunicação com os funcionários.

Para fazer uso dessa estratégia, a empresa pode manter um blog com assuntos de interesse dos colaboradores, utilizar vídeos também promovendo conteúdo que possa interessar aos funcionários, fazer uso de e- mail personalizado, aplicativos, grupos nas redes sociais, chat interno, entre outros conteúdos que possam ser desenvolvidos para os colaboradores na internet.

O linkedin é uma ótima aliada na hora de distribuir o conteúdo desenvolvido pro endomarketing digital, justamente por se tratar de uma rede social profissional. Lá também é possível criar um grupo para os colaboradores da empresa e distribuir o conteúdo desenvolvido para eles.

E ele não irá auxiliar apenas os colaboradores que já fazem parte da empresa, pode atrair outros profissionais para a organização.

Existem ainda muitas outras estratégias que você pode aplicar dentro da sua empresa, o ponto crucial é pesquisar e estabelecer quais serão mais importantes e assertivas para motivar os seus funcionários.

Na sua empresa já existe política de endomarketing digital?
Entre em contato conosco contato@effortdigital.com.br

5 Podcasts para você acompanhar

Os podcast tomaram espaço nos meios de comunicação.

Podcast nada mais é do que uma mídia de transmissão de informação. É como se fosse um programa de rádio, porém fica disponível para que você possa ouvir a qualquer hora e onde estiver. A outra vantagem é que os podcasts são separados por conteúdo, então você pode escolher o assunto sobre o que deseja ouvir.

Para te ajudar, fizemos uma lista com alguns dos mais importantes podcasts sobre mídia social, design, marketing e tecnologia:

  1. Yellowcast
    Costumam falar sobre design, comunicação e claro, redes sociais.
    Não costumam manter uma frequência exata mas tem sempre algum conteúdo bem bacana pra conferir lá.
    Os acompanhe no Soundcloud.
  2. Código aberto
    Aqui você pode conferir o que dizem os grandes nomes do mercado de marketing.
    Vários profissionais influentes da área costumam conversar sobre duas ideias e o que pensam pro futuro na área.
  3. Fábio Prado 
    Grande nome quando o assunto é facebook ads.  Um dos profissionais com maior autoridade no assunto.
    Lá você poderá encontrar muitas dicas de facebook e instagram.
    Acompanhe no soundcloud.
  4. VDBcast
    Podcast do viver de blog. Lá você irá encontrar informações sobre criação de conteúdo, produtividade, marketing digital, entre outros assuntos relacionados a área.
    Confira no soundcloud.
  5. Canaltech
    De forma bem clara lá é possível entender um pouco melhor do que está acontecendo no mundo da tecnologia.
    Além de sempre fazerem análise sobre novos produtos lançados no mercado e descomplicar os termos.
    Confira no soundclud. 

Aproveite para saber mais sobre o mundo do marketing e como você pode melhorar os resultados da sua marca.

Tem mais algum poscast para indicar ou gostaria de tomar um café para falar sobre marketing?
Nos envie uma mensagem, vamos adorar conversar com você ☕
📱 (48) 9 9848-1252
📧 contato@effortdigital.com.br

Como montar o seu Mídia Kit?

Mídia Kit nada mais é do que uma apresentação de meios de comunicação digital, site ou redes sociais, bem como a precificação dos espaços. Pode ser usado por empresas, ou veículos de comunicação, e atualmente também é muito usado por blogueiras.

O mais importante de um mídia kit é ser original, ter a sua cara, da sua marca, uma identidade só sua. Para te ajudar vamos separar em tópicos para entender melhor como funciona.

  1. Pra que serve?

Como já mencionado, é um arquivo para apresentar um site, blog ou rede social que contenha dados de acesso, público, preços e demais dados que possam interessar ao anunciante.

É uma espécie de vitrine onde é destacado todos os pontos positivos de anunciar na plataforma em questão, afim de orientar e cativar o possível patrocinador.

 

  1. Como fazer a apresentação?

O mídia kit pode ser feito em uma página do seu site ou em PDF para enviar para quem solicitar os valores. Você deve informar todos os seus contatos e se certificar de que estejam bem visíveis neste documento e seguir uma lógica das informações.

 

  1. Design

Este é um passo muito importante, porque você estará apresentando a sua marca, o seu trabalho, portanto é preciso que ele tenha a sua identidade e seja agradável.

Não coloque informação demais, aqui falo em termos de cores e como distribuir o texto.

Lembre-se a primeira impressão é a que fica e que uma imagem vale mais do que palavras. Bem clichê, mas pura verdade.

Você precisa ter um material de fácil leitura, agradável e de forma clara, objetiva.

O uso de gráficos ajuda muito a leitura dos dados, como por exemplo o perfil do público.

 

  1. Segmento

Afinal, você fala sobre o que? Moda? Viagens? Comida?

É preciso que você coloque de forma direta qual o tema do seu trabalho. É importante ter um foco, assim fica mais fácil para o patrocinador saber se o assunto tem relação com a marca dele ou não.

Aqui também podemos falar sobre os dados.

Você pode colocar todos os dados que julgar interessante.

Coloque informações dos leitores como dados demográficos: sexo, idade, localidade etc. essas informações você consegue direto pelas métricas das redes sociais.

 

  1. Pesquise

Além dos dados citados anteriormente, tem outros que podem ser importantes também, e para saber você pode fazer uma pesquisa com o seu público.

Isso vai mostrar ao anunciante que você conhece de fato e fez a lição de casa.

Dados como: consumo de compras, escolaridade, renda, quantidade de horas na internet, que tipo de produtos consomem pela internet, entre outros dados serão muito importantes para o seu patrocinador, além de ser um diferencial para o seu negócio, assim você terá muito mais chances de fechar o anúncio.

 

  1. Estatísticas: números são importantes

São importantes quando são os números corretos, por exemplo, número de seguidores é importante, mas quanto dessas pessoas realmente interage? número de visitantes é muito importante, mas por quanto tempo esse visitante fica na sua página? E quais as ações dele?

É preciso medir o que é mais interessante para o possível anunciante.

Portanto entenda que:

  • Visitante: é aquele que sempre acompanham o seu trabalho, é o número que visitou uma vez e sempre volta para a sua página.
  • Visitante único: visitou apenas uma vez e nunca mais voltou.
  • Visualização de página: especificação da visita, começam os dados de ações dentro da página.
  • Taxa de rejeição: é o número de visitantes que entrou no site e ficou pouco tempo, ou entrou em apenas uma página e já saiu.
  • Tempo de permanência: e o tempo que o visitante costuma ficar no seu site e em cada página.

Vale lembrar que você nunca deve mentir sobre estes dados, não aumente os números, tenha uma apresentação sincera, para evitar problemas com os anunciantes, afinal, não é legal prometer algo e não cumprir.

 

  1. Publicidade

Você deve informar também se o seu blog apareceu em jornais, revistas, ou citado em outros sites.

Também vale colocar prêmios que você tenha sido indicado ou que recebeu.

Tudo isso reforça a sua credibilidade.

 

  1. Espaço e preços

De que forma será feito o anúncio e qual o preço?

Aqui é necessário descrever todos as formas de anunciar no seu blog ou rede social.

Banner no site, post patrocinado, vídeos, texto no blog, sorteios etc.

 

  1. Depoimentos

Muito importante também são os depoimentos, tanto do seu público, e muito mais de quem já anunciou. Por isso faça pesquisa de satisfação com anunciantes, para ter esse material e deixar o seu mídia kit muito mais completo.

Para o anunciante é muito mais fácil a decisão quando ele vê a opinião de quem já anunciou, da experiência de outras pessoas.

Coloque um “o que dizem sobre nós” em seu mídia kit.


Um mídia kit precisa transparecer a identidade da marca, ter todos os dados importantes, tanto de métricas quanto de pesquisa. Para ter muito sucesso com o mídia kit é necessário expressar de forma clara todas as vantagens de anunciar no blog ou rede social.


Precisa de um mídia kit para a sua marca? Fale conosco, podemos lhe ajudar.

(48) 9 9848-1252

contato@effortdigital.com.br

 

 

Você faz sorteio para conseguir seguidores? Não deveria.

Nós brasileiros passamos muito tempo na internet, principalmente nas redes sociais, segundo pesquisas, passamos cerca de 3 horas e 33 minutos do nosso dia conectados. E nas minhas horas nas redes sociais pude notar o grande número de sorteios que ainda existem no facebook e instagram.

Se eu participo desses sorteios?  Alguns sim. Se eu compro dessas empresas que fazem sorteio? Não.

Os famosos sorteios pedindo para curtir, compartilhar e marcar amigos por si só já são um “tiro no pé”.

Como eu disse, eu participo de alguns sorteios, curto a página, deixo de seguir no mesmo momento e não interajo com a marca, eu, assim como a grande maioria, só estava interessada no prêmio.

No instagram a mesma coisa, eu sigo, passou o sorteio eu deixo de seguir. Assim fazem muitas outras pessoas, ou continuam seguindo mas não compram ou interagem.

A pergunta é: Porque você faz sorteios?

Para conseguir um número de curtidas ou seguidores? Ou pra vender mais?

Se a resposta for sim para as duas perguntas,  você está conseguindo a primeira, mas só isso, números, métricas de vaidade. A segunda você tem 99,99% de chances de não estar conseguindo.

Fora o desperdício de tempo e investimento para fazer sorteios nas redes sociais, 2 pontos deveriam ser avaliados por você.

  • O facebook proíbe pedidos como: “compartilhe na sua linha do tempo” ou “compartilhe na linha do tempo do seu amigo” em troca de um prêmio. Neste a penalidade pode ser: sua marca ser bloqueada por algum tempo ou pior, excluída caso você ganhe mais advertências;

 

  • E mais importante, você sabia que qualquer sorteio deve ser autorizado e registrado pela Caixa Econômica Federal? Sob pena de multa.

Você pode saber mais na LEI No 5.768, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1971 e na Portaria nº 41, de 19 de fevereiro de 2008

Não arrisque a imagem da sua marca, não faça sorteios nas redes sociais em troca de likes. Na internet também é muito comum a compra de likes e seguidores, como já mencionado, estes também serão apenas números que não acrescentarão em nada a sua empresa.

Se você deseja atrair clientes de verdade crie conteúdo de qualidade e mantenha uma frequência de publicações. Você pode conferir mais dicas clicando aqui

5 Dicas para melhorar seu desempenho nas redes sociais e vender mais

A gente sempre fala que as redes sociais funcionam hoje como uma vitrine para os seus produtos ou um informativo dos seus serviços, por isso é preciso também tomar alguns cuidados.

Abaixo vamos dar algumas dicas para vender mais nas mídias sociais, o que de verdade importa para você conseguir um desempenho melhor.

Dica 1: Não compre  seguidores ou fãs

Já citamos algumas vezes também o perigo de fazer sorteios mediante curtidas na fanpage, seguir o perfil e, principalmente, pedir para compartilhar uma publicação em troca de participação em sorteio, vai contra as politicas do Facebook (leia aqui). E além de ir contra as regras da rede social, esses novos fãs que você acaba de obter não estão interessados em comprar o seu produto ou serviço, só estão atrás do sorteio, logo esse número será só uma métrica da vaidade.

Também existe a venda de seguidores e curtidas, sim, você não leu errado, existe pessoas que vendem seguidores e curtidas, tem sempre alguém querendo tirar vantagem não é mesmo? Muito cuidado, este número não irá acrescentar em nada ao seu negócio, você estará boicotando a sua marca ao fazer isso.

Dica 2: Conheça seu público alvo

Esse é o ponto crucial para obter um retorno maior nas redes sociais, precisa saber o que os seus clientes procuram, de que forma você pode ajuda-los. Para tanto, é preciso criar conteúdo que interesse a eles.

Quando alguém curte a sua página, por exemplo, é possível verificar, através da ferramenta gratuita facebook insights, informações valiosas para você, como por exemplo: Engajamento do público com as suas publicações; Conhecimento sobre o público (faixa etária – organizada por gêneros -, média de curtidas, número de comentários, qual o alcance de suas publicações, além de dados geográficos dessas pessoas).

Dica 3: Crie conteúdo relevante

Após conhecer o seu público, é importante falar sobre assuntos que despertem o interesse do leitor/fã, fazendo com que ele deseje comprar. Utilize uma linguagem próxima ao seu público, com imagens e legendas alinhadas, as hashtags também podem ajudar a aumentar o seu alcance nas publicações, levando em conta que alcança públicos além dos que visitam o seu perfil. Você também pode utilizar o método UCG, conteúdo gerado pelo consumidor, como por exemplo incentiva-lo a postar uma foto do seu produto, ou solicitar um depoimento, este tipo de conteúdo irá gerar maior autoridade a sua marca.

É importante, e interessante, que você use a linguagem de acordo com o seu público, por exemplo, se o seu público alvo é adolescentes, você pode utilizar uma linguagem mais divertida e informal, e até mesmo gírias, porém sempre respeitando as normas gramaticais, claro.

Dica 4: Promova a sua marca

Invista em publicidade, ela gera vendas. Utilizando as ADs por exemplo, você consegue direcionar a grupos do seu público alvo e, assim alcançar um número maior de pessoas que ainda não conheciam a sua marca. O Facebook Ads  permite fazer campanhas segmentadas, aos diversos tipos de usuários, impulsionando publicações com o orçamento que você adicionar monetariamente, você pode estipular o valor que desejar investir e a ferramenta irá lhe mostrar a estimativa de alcance. Você ainda pode participar de eventos e aproveitar para divulgar nas redes sociais que você estará presente.

Se você tem um site de e-commerce, não se esqueça de colocar o link de venda do produto que você está oferecendo em sua publicação, assim fica mais fácil pro cliente comprar.

Dica 5: Acompanhe os resultados

Não só acompanhar o número de curtidas, mas observar todas as métricas, como número de visualização da postagem, impressões, taxa de envolvimentos e comentários, e até mesmo ocultação do post ou denúncias de spam. Todas essas informações você pode acompanhar no Facebook insights.

E o mais importante é, depois de verificar as métricas, traçar elas junto aos objetivos e metas, observar o retorno desta campanha, caso o objetivo fosse manter a marca junto ao público, observar se os números de visualizações e envolvimentos está dentro do esperado, se for obter leads ou vendas observar quantos clientes ou contatos foram obtidos a partir deles, observar os KPIs, indicadores de desempenho.

Seguindo essas 5 dicas você conseguirá um posicionamento de autoridade em suas redes sociais, dependendo do seu ramo, é interessante também manter um blog disponibilizando conteúdo gratuito para os seus clientes.

Cuidado com as métricas da vaidade

A internet trouxe um mundo de possibilidades para os negócios, isso não é novidade, e com eles veio a possibilidade de medir o alcance de nossas ações nas mídias online. É possível saber quantas pessoas viram uma publicação, o alcance que ela teve de fato, o que não é possível com um outdoor ou publicação em jornal, no off-line o alcance é apenas uma estimativa que poderá ou não ser alcançada. Também é possível saber o número de pessoas “interessadas” pelo o seu conteúdo, porém, ter muitos fãs ou seguidores nada tem a ver com sucesso da marca, e ainda tem alguns cuidados a tomar, por isso interessadas entre aspas.

Vamos começar conceituando métricas:

Segundo Avinash Kaushik, o pai da web analytics, uma métrica é um número. Este número pode ser o número de leads, de visitas em um site, entre muitas outras comparações. A métrica por si só não são uma garantia de obtenção de resultados, para isso é preciso traçar as métricas com os objetivos e obter as chamadas KPI (indicadores de desempenho).

Levando em consideração apenas as métricas, por exemplo, podemos cair na pegadinha das famosas métricas da vaidade, que nada mais são do que número de fãs de uma página, seguidores de um perfil do instagram, número de curtidas em uma publicação, número de acesso em um site/blog, etc.

Sua fanpage tem muitas curtidas, muitos seguidores, mas qual a porcentagem desse número que realmente compra de você ou interage com a marca, ou que leu o texto até o final e encontrou o que precisava no seu blog?Na maioria das vezes nem metade. Já vi muitos perfis com um número elevado de curtidas e/ou seguidores, com 5 ou 10k, ou até mais, porém, nas publicações nem chegava a 50,100 curtidas, muito menos comentários ou compartilhamentos.

Existem sim os chamados “fãntasmas”, eles curtiram sua página, mas não interagem, estão ali só para observar ou fazer parte do número. Eles podem ser maiores se você realiza sorteio pedindo para curtir, seguir, e/ou compartilhar, por exemplo. Por isso, não se preocupe se a sua fanpage não tem um grande número de fãs, o importante é você obter resultados, alcançar clientes de verdade, fãs que interajam. Não se deslumbre com os números, trabalho de verdade leva tempo, e aos poucos, criando conteúdo você terá resultados e alcançará mais clientes.

Um cuidado extra que você deve tomar, é caso queira fazer uma parceria com um digital influencer ou blogueiro, você sabia que tem muitas pessoas que compram curtidas e seguidores nas redes sociais? Sim, tem mercado para isso também, existem algumas empresas que vendem seguidores e curtidas.

Você já deve ter visto alguns perfis que misteriosamente em pouco tempo obtém um K junto aos seguidores do instagram, em um dia tem 2 mil seguidores e no outro 16 K, isso não existe, este perfil não tem este número de seguidores reais, e você consegue perceber isso ao ver o número de curtidas na publicação, as vezes de 100 a 200 no máximo, as vezes um pouco mais.

Existem muitas pessoas preocupadas com essas métricas de vaidade, e você tem que tomar cuidado para não cair neste golpe, ao investir em um influenciador digital que diz ter 16K de seguidores, você tá investindo em um negócio que não terá o retorno esperado. Sim, isso é errado, poderia criar um publico real, só que leva tempo, e ele(a) não quer investir seu tempo, criando conteúdo de qualidade, para conseguir atrair um número grande de seguidores.

Portanto, tome cuidado, fiscalize, para então tomar a decisão de contar com um influenciador para divulgar seus produtos, para que de fato alcance o publico alvo da sua região, o que você almeja atingir. Não fique chateado se você perceber isso, só não deixe que o seu negócio caia nessa furada, e tenha calma que com tempo e conteúdo de qualidade os seguidores vão surgindo ;).